Posts

Um dia, Alice chegou a uma bifurcação na estrada e viu um gato Cheshire em uma árvore. ‘Qual caminho eu sigo?’, perguntou ela. ‘Aonde você quer ir?’, foi a resposta dele. ‘Eu não sei’, respondeu Alice. ‘Então’, disse o gato, ‘não faz diferença!’

(Lewis Carroll, Alice no País das Maravilhas)

Se há um conselho que a Concil pode dar para seus parceiros é: não seja como Alice. Afinal, quem não sabe para onde ir, dificilmente chega a um lugar melhor. Ainda mais nos dias de hoje, em que os negócios e o mundo mudam a uma velocidade cada vez maior. Isso exige flexibilidade e disposição para corrigir rumos. Entretanto fica a pergunta.

Como saber para onde ir em um cenário tão incerto?

Pensando nisso, queremos apresentar os conceitos de OKR e metas SMART. Tratam-se de ferramentas modernas, utilizadas por empresas pioneiras como o Google para adaptar a gestão por metas aos desafios do século XXI.

Acreditamos que sua empresa tem muito a se beneficiar com essa metodologia. Por isso, continue a leitura e entenda como definir metas cada vez melhores para o seu negócio

OKR: o que significa?

OKR é uma ferramenta de gestão utilizada para definir e acompanhar metas. Vem sendo adotada por grandes empresas de tecnologia do vale do silício, como Google, Dropbox, Twitter, entre outras, além de multinacionais como Disney e Ambev.

A sigla OKR significa “Objectives and Key Results” (Objetivos e Resultados-chave), considerando que o objetivo, resultado específico que a empresa deseja alcançar, deve ser escrito de forma estritamente qualitativa (ex: ganhar participação de mercado). Já os Key Results devem ser quantitativos e específicos.

Mas como mensurar os Key Results e construir OKRs eficientes? É o que veremos no próximo tópico.  

Como construir bons OKRs?

Key Results efetivos são fruto da combinação entre um KPI (Key Performance Indicators) e um valor alvo, correspondente à própria meta a ser atingida). Em português, KPI significa “indicadores-chave de performance”, ou seja: são os fatores que mais fielmente indicam se foi alcançado o objetivo definido pela empresa.

Vamos trabalhar isso com um exemplo mais concreto.

Imaginemos uma empresa cujo objetivo seja: aumentar a rentabilidade. Para alcançar tal objetivo, define-se um indicador-chave (um KPI), que no caso seria: lucro líquido. De fato, esse é um dos indicadores mais recomendados para monitorar o aumento da rentabilidade (da mesmo forma como o KPI “peso corporal” é uma das melhores formas de monitorar o objetivo “melhorar a forma”).

Agora temos “lucro líquido” como KPI, de forma que é preciso mensurar o quanto de lucro líquido se pretende alcançar (valor alvo). Ao fazer isso, temos um Key Result: alcançar um lucro líquido de 100 milhões.

Lembrando que de cada KPI definido podem surgir dois ou mais Key Results. Sendo assim, poderíamos definir o OKR da empresa citada pela seguinte fórmula.

Nós vamos [inserir objetivo], e vamos saber se fomos bem sucedidos se atingirmos [inserir Key Result 1], [inserir Key Result 2], [inserir Key Result 3].

Segundo as melhores práticas do mercado, um bom OKR tem no máximo 3 Key Results para cada objetivo. Outra questão importante é o tempo, que também deve ser mensurado. Por isso, recomenda-se trabalhar com OKRs específicos para cada trimestre e reavaliá-los ao final de cada ciclo.

Qual a relação entre OKR e metas SMART?

A técnica SMART, criada por Peter Drucker, é uma ferramenta das mais úteis para validar e aprimorar metas. A técnica foi batizado por um acrônimo formado pelas iniciais das palavras specific, mensurable, achievable, relevant e time-based. São essas as cinco características que definem uma boa meta. Vamos a elas:

 

  • specific (específica): A meta não pode ser genérica. “Crescer as vendas”, portanto, é genérico. Já “aumentar as vendas” em 20% é específico;
  • mensurable (mensurável): Cada meta específica deve ser acompanhada pelo indicador utilizado para verificá-la. No caso do exemplo de vendas, um bom indicador seria o valor de faturamento mensal;
  • achievable (alcançável): É desejável que as metas sejam ousadas, porém elas precisam ser realistas, ou seja: deve ser possível alcançá-las.
  • relevant (relevante): A meta criada deve ser relevante para os objetivos maiores da empresa;
  • time-based (prazo definido): Uma boa meta deve ser concluída dentro de um determinado espaço de tempo.

 

Como vimos anteriormente, um OKR com as cinco características SMART tem muito mais chance de ser realizado e gerar benefícios reais para sua empresa.

Quais os benefícios das metas OKR?

OKRs são uma adaptação da gestão por metas ao cenário instável e de pressão por adaptabilidade dos dias atuais. Dito isso, é importante apontar algumas características exclusivas, que diferem os OKRs das metas tradicionais:

  • enquanto as metas tradicionais costumam se ligam a planejamentos plurianuais e revisões de ano em ano, os OKRs funcionam em ciclos mais curtos que variam de 1 a 6 meses;
  • Uma vez definidas, os OKRs são abertos para todos os membros da empresa. Além disso, elas são formuladas de maneira descentralizada, com ampla participação e consulta.

Tais características geram mais mobilidade para os negócios e permitem correção de rumos mais rápida, sempre que eles se fizerem necessários. Além disso, a transparência e a participação horizontal no processo decisório gera mais engajamento e motivação dos colaboradores, uma vez que eles foram consultados e participaram da definição dos OKRs.

OKRs também podem ser utilizados na gestão de equipes, a fim de melhorar a performance de seus membros. Isso é feito a partir da definição de OKRs individuais para cada colaborador, que passam a ser monitorados pelo seu gestor direto. No entanto, o ideal é que essa metodologia já esteja consolidada no nível macro da empresa, antes de avançar para níveis mais específicos.

E os benefícios clássicos?

Não se pode esquecer que os benefícios clássicos da gestão por metas também estão incluídos na metodologia OKR.

 

  • Foco: empresas que trabalham com OKR têm mais sucesso em direcionar os esforços de seus colaboradores para as atividades relevantes e afastá-los das atividades de baixo impacto para o sucesso da organização.
  • Produtividade: com o foco direcionado naquilo que importa, e com a perspectiva da meta a ser alcançada, os colaboradores tendem a otimizar seu trabalho e buscar os meios de realizá-lo de maneira mais eficiente.
  • Confiança: Não há nada melhor para a motivação e o estado de espírito de uma pessoa que cumprir com os desafios propostos. Colabores e empresas que batem suas metas tendem a confiar mais no seu próprio taco.

 

Agora que você conhece mais sobre OKR e metas SMART, descubra mais sobre as melhores práticas de gestão e garanta o sucesso e a sustentabilidade do seu negócio. Baixe agora nosso e-book Gestão 4.0 — O que as empresas mais valiosas do mundo têm a ensinar.

Como abrir um negócio com pouco investimento?

 

É possível sim abrir um negócio com pouco investimento. Muitas pessoas desistem antes de abrir um novo negócio por falta de dinheiro, mas o segredo está no planejamento.

E mais: se você acredita no potencial do seu próprio negócio, já é um grande passo! Agora é hora de colocar a mão na massa, traçar um plano de negócios, pensar nos recursos financeiros e ter muita disposição para o novo desafio.

É claro que as dificuldades surgirão, assim como em qualquer tipo de trabalho; afinal, todo investimento é um risco, mas vale muito a pena ser dono do seu próprio negócio e os recursos escassos não impedem que você seja um empreendedor de sucesso.

Para te ajudar nessa jornada, separamos algumas dicas de como começar o seu negócio com pouco investimento.

Confira!

 

Boa leitura!

 

1. Planejamento: o primeiro passo para abrir um negócio

Fazer um planejamento detalhado, o seu plano de negócios, é o grande diferencial para que você alcance seus objetivos. Afinal, você está com recursos financeiros limitados e precisa saber administrá-los muito bem, não é mesmo?

Então, o plano de negócios é a melhor ferramenta para testar a viabilidade da sua ideia, analisar o mercado de atuação, definir estratégias de marketing, saber como funcionará a sua empresa, organizar recursos etc. Ou seja, é um guia completo para o entendimento do seu negócio.

É muito importante ter todas as informações reunidas e detalhadas para te dar mais segurança nessa empreitada. Com isso, você vai saber exatamente o potencial de crescimento seu negócio.

Você já pode fazer um plano agora mesmo! Acesse o material gratuito do SEBRAE no link: Como elaborar um plano de negócios

 

2. Captação de recursos: o segundo passo para abrir um negócio

Se você ainda está preocupado com o lado financeiro do seu negócio, vamos esclarecer alguns pontos. Primeiramente, é muito importante ter os pés no chão e saber exatamente o quanto você pretende investir.

Com o plano de negócios em mãos, você vai conseguir dominar os custos da sua empresa, concretizando a sua viabilidade. Dessa forma, você estará pronto para empreender, mesmo com aportes pequenos.

Além do seu capital próprio, você ainda tem a alternativa de captar recursos para o seu negócio promissor.

Para a abertura de negócios com pouco investimento, por exemplo, há a linha de crédito concedida por bancos para o microempreendedor individual: o microcrédito.

Enfim, o lado financeiro nunca será uma barreira para quem tem um diferencial, acredita no seu potencial e sabe aonde quer chegar.

 

3. Desenvolva parcerias para o sucesso do seu negócio

A primeira pessoa que precisa acreditar no seu negócio é você! Depois disso, a dica é desenvolver parcerias para a sustentabilidade do seu projeto.

Se a sua ideia é muito boa, inovadora e viável, você pode convencer pessoas a apostarem nesse negócio com você. Assim como você, há muitas pessoas em busca de oportunidades e novas formas de empreender.  

Dessa maneira, você vai ainda mais longe e não estará mais sozinho com tantas responsabilidades.

Para isso, mais uma vez, entra em ação o plano de negócios detalhado. Você pode mostrá-lo para as pessoas acreditarem e apostarem no seu projeto.

 

4. Revenda: um modelo de negócio com pouco investimento

Se você chegou até aqui, mas ainda está em dúvida sobre qual negócio investir, já pensou que a revenda pode ser um modelo de negócio promissor que exige pouco investimento?

Você pode ser, por exemplo, um representante de vendas, ou seja, um parceiro de uma grande empresa conceituada que vai te oferecer todo o suporte necessário para começar o seu empreendimento com total segurança: orientações, informações, materiais de divulgação, site, treinamento etc.

Empreenda. Ouse. Conquiste. Faça a diferença. Comece agora mesmo uma nova vida de dono do seu próprio negócio!

Gostou das nossas dicas sobre como abrir um negócio com pouco investimento? Continue acompanhando o blog da Concil Card e aprenda muito mais!

Conte para a gente nos comentários abaixo também como está sendo para você esse processo de abrir o seu próprio negócio, quais são as suas dificuldades e as suas conquistas.

E se você ainda tem dúvida sobre como começar um negócio, a Concil Card pode ser a solução que você precisa! Temos um modelo de negócio para você. Entre em contato conosco!

Hoje a Concil é a maior empresa de conciliação do Brasil, com mais de 5000 clientes, processando mensalmente mais de 18 milhões de vendas.

Gestão do tempo no trabalho: como ser mais eficiente no seu negócio

 

Se você é um gestor, líder ou empresário, com certeza, sua vida é muito atribulada, não é mesmo? Com o mundo corporativo cada vez mais acelerado, a gestão do tempo no trabalho é uma ferramenta fundamental para ser mais eficiente no seu negócio.

 

Emails, reuniões, metas, prazos, viagens… Como conciliar tudo isso sem perder o foco? Parece enlouquecedor, mas a gestão do tempo é uma questão de planejamento das atividades.

 

Aplicar este conceito no dia a dia da sua empresa favorece a produtividade e a efetividade, o que reflete diretamente nos resultados e nos lucros do seu negócio.

 

Quer saber por onde começar a gestão do tempo para alcançar os resultados que você deseja? Com esse post, você vai aprender 5 passos para administrar o tempo a favor do seu objetivo de negócio.

Confira nossas dicas!

 

Boa leitura!

 

Por que é tão importante gerenciar o tempo no trabalho?

Com o mercado cada vez mais exigente em relação aos prazos de entrega, as empresas têm se preocupado bastante com a eficiência dos seus processos.  Mas o gerenciamento do tempo no ambiente corporativo vai muito além disso.

O gerenciamento de tempo é um verdadeiro aliado para criar uma cultura de excelência na corporação. Os colabores trabalham mais satisfeitos e isso vai refletir na própria satisfação dos clientes.

Com isso, a empresa otimiza recursos financeiros, potencializando o resultado geral dos negócios.

Portanto, essa é uma questão muito importante que deve ser aplicada em sua empresa conforme vamos explicar a seguir.

 

Saiba quais são os cinco passos da produtividade

Você está sempre ocupado, mas sente que poderia ser mais produtivo? Então, comece agora mesmo a definir prioridades, fazendo da gestão do tempo um diferencial para o sucesso do seu negócio.

 

Com apenas 5 passos, você já estará no caminho certo para alcançar mais resultados.

 

Veja quais são eles:

 

  • Primeiro passo: Planejamento

 

Mesmo com tantos recursos tecnológicos, ainda tem gente que não faz o básico para gerir o tempo com eficiência. E essa gestão começa com o planejamento, um check list das suas atividades.

 

Para isso, vale qualquer tipo de ferramenta útil para a gestão do tempo: planilhas, aplicativos, ferramentos de gestão de tempo, Google Calendar, enfim, faça uma pesquisa e escolha uma delas de acordo com os seus objetivos e tipo de negócio.

 

  • Segundo passo: defina prioridades

 

Depois do planejamento das atividades, você precisa priorizar as tarefas. Para definir prioridades, é fundamental separar o que é urgente, o que é importante, o que precisa ser feito agora por você mesmo, o que pode ser delegado e o que pode ser adiado.

 

Assim, você vai conseguir traçar uma rota a seguir de acordo com o senso de urgência e importância de cada atividade.

 

  • Terceiro passo: delegue tarefas

 

Aprender a delegar é um dos grandes segredos da gestão do tempo. Após o planejamento e a definição das prioridades, você precisa distribuir as tarefas no trabalho. Afinal, em uma empresa, ninguém trabalha sozinho.

 

Se você é um gestor, é importante saber escolher bem o seu time para confiar em sua equipe e conseguir delegar com a certeza de que tudo vai ser feito corretamente e no tempo certo. Treinar a equipe também para isso é uma dica valiosa.

 

  • Quarto passo: incentive o trabalho colaborativo

 

Mesmo dividindo e delegando as tarefas, é importante incentivar o trabalho colaborativa em sua empresa.

 

A produtividade cresce com o trabalho em equipe. Afinal, várias pessoas juntas pensam melhor do que uma sozinha, não é mesmo?

 

Hoje em dia, há várias ferramentas colaborativas online que favorecem o desenvolvimento do trabalho coletivo com o compartilhamento de arquivos em nuvens, tais como Google Drive, DropBox, OneDrive, entre outras.

 

  • Quinto passo: automatize processos

 

Se você chegou até aqui, você está preparado para ir além na gestão do seu tempo no trabalho para ser mais eficiente no seu negócio ao otimizar suas atividades.

Usar o recurso de automatização de processos, integrando diferentes ferramentas para que algumas tarefas sejam feitas automaticamente, portanto, é um dos segredos de otimização do tempo nas grandes empresas.

A automatização de processos traz uma série de vantagens, tais como:

  • Elimina o retrabalho: um vilão da gestão do tempo
  • Minimiza erros, evitando prejuízos financeiros
  • Fornece informações estratégicas para tomada de decisões
  • Aumenta a produtividade e a motivação da equipe que se concentra apenas em atividades importantes

A dica é estudar e pesquisar qual é a ferramenta mais adequada para automatizar alguns processos de acordo com o seu tipo de negócio.

 

Vantagens de parcerias para a gestão eficaz do tempo

Ter um parceiro de negócios é outra estratégia eficaz para a gestão eficiente do tempo no trabalho.

Com a soma de esforços, a produtividade das empresas envolvidas na parceria é otimizada, aproveitando melhor as oportunidades e os desafios.

As parcerias fortalecem as relações com clientes, uma vez que você passa a ter um suporte mais sustentável para crescer, além de materiais de divulgação e uma série de outros benefícios, dependendendo do tipo de parceria.

 

Vilões da eficiência: conheça e domine os ladrões do tempo

Agora que você já sabe como planejar estrategicamente seu dia a dia em 5 passos, vamos destacar quais são os principais sanguessugas, os ladrões do seu tempo no trabalho. Fuja deles imediatamente!

São eles:

  • Reuniões intermináveis e sem foco
  • Emails sem objetividade
  • Redes sociais dispersivas
  • Internet: é uma aliada (se usada de forma criteriosa), mas pode ser uma grande vilã se usada de forma não produtiva  
  • Celular: fuja das interrupções e distrações no ambiente de trabalho

Como você observou, parece simples, mas administrar o tempo no trabalho é um dos maiores desafios da gestão moderna devido à sobrecarga de informações e tarefas dos gestores de hoje.

 

Em ambientes corporativos acelerados, é fundamental que as atividades sejam realizadas de forma planejada e organizada para que os resultados apareçam.

 

Além disso, gerir bem o tempo é ganhar autonomia ao saber administrar a própria vida.

 

Se você é um gestor, portanto, é um exemplo para os seu colaboradores e você só terá sucesso com sua equipe se você for um modelo de gestão do seu próprio tempo no trabalho.

 

Que tal começar agora mesmo a ganhar mais tempo e produtividade?

 

Se você gostou das nossas dicas sobre como ser mais eficiente no seu negócio, continue acompanhando o blog da Concil Card e aprenda muito mais!

Conte para a gente nos comentários abaixo também como você faz a administração do tempo em sua empresa. Ou entre em contato conosco para trocarmos experiências sobre esse assunto. Você também pode ser um de nossos parceiros!

Nosso tempo vale ouro. Afinal, a Concil é hoje a maior empresa de conciliação do Brasil, com mais de 5000 clientes, processando mensalmente mais de 18 milhões de vendas.